15 de ago de 2015

Pirulitos

Duas crianças, nos seus oito anos muito provavelmente, chupavam despreocupados e felizes os seus pirulitos quando vêem passar a velhinha pitaqueira.

- O doce vai estragar seus dentes meninos. Joguem isso fora.

Malazarte prontamente tirou o pirulito da boca pra evitar confusão. Astrogildo ficou contrariado, ia ensaiar algum argumento mas, ao ver o amigo obedecendo a velha, resolveu imitá-lo e acabou jogando o doce no chão.

Assim que ela sumiu de vista Malazarte voltou a se deleitar com o pirulito habilmente escondido.

- Mas o doce vai estragar os seus dentes! Não ouviu o que a senhora disse? Reclama Astrogildo, inconformado com o doce perdido e com nítida inveja da astúcia do amigo.

- Meu pai diz que é só escovar bem os dentes e usar o fio dental depois de toda refeição que se pode comer de tudo

- Mas por quê você não disse isso a ela?

- Meu pai me disse também pra não discutir com estranhos, principalmente com idosos que não vão aprender nada novo.

- E seu pai também te ensinou a esconder as coisas? Não é justo isso...

- Maria-vai-com-as-outras, você achou que estava me copiando e o errado sou eu?

Malazarte sorri com a irritação do amigo e estica a mão lhe oferecendo um outro pirulito.

- Eu posso ensinar você a não jogar fora nem o seu tempo nem o que você gosta sem esquecer jamais o que seus pais lhe ensinaram.